Alusão na redação com animações


#1

Oi pessoal, após ler diversas redações nota mil, observei que sempre havia uma alusão a filme, série ou livro. Portanto venho buscando alternativas em diferentes contextos em uma área que gosto bastante: desenho animado. Desse modo, com intuito de ampliar meu repertório peço a todos que indiquem filmes ou séries de desenho (qualquer outra área tb) e o contexto em que poderiam ser usados.
Minha indicação: Os Incríveis
O filme mostra a importância da família na vida da criança, mesmo em meio a toda trama se mantêm firme no companheirismo e empatia.


#2

Oi, Alanna, tudo bem? Espero que sim!

Primeiramente: que tópico legal!! Gostei bastante, porque uso várias alusões na introdução e gosto de diferenciar. Apesar de ser cinéfila, eu não vejo tantas animações quanto gostaria, mas vou me esforçar e tentar lembrar ao máximo.

Caso se interesse, também, você pode usar quadros e até esculturas famosas.

Em uma redação que fiz esses tempos eu usei Up - Altas Aventuras para falar sobre como os idosos são deixados de lado na sociedade.

Um filme que você pode usar para várias coisas é Wall-e. Pode usar para falar de tecnologia, poluição, obsolescência programada e até sedentarismo.

As animações Disney - Pixar geralmente são bem legais para isso.

“Divertidamente” você pode usar para falar sobre a depressão

Bao, curta da Pixar que ganhou Oscar ano passado (ganhei pontos no bolão HAHA), fala sobre uma mãe que protege seu filho excessivamente.

vou até deixar ele aqui porque é bem curtinho:

Geralmente esses curtas que passam antes dos filmes podem te ajudar, pois, por serem rapidinhos, você pode ver vários e usar de referência.

Essa semana vou pesquisar alguns repertórios e coloco aqui conforme eu for lembrando!

Não sei se você já viu esses que falei, vou tentar lembrar outros e te falo.


#3

Oii, pessoal, tenho algumas sugestões: sobre a temática de maus-tratos aos animais ou comércio ilegal deles, vcs poderiam falar sobre o filme Rio, visto que esse aborda de forma direta e enfática o comércio ilegal de aves silvestres no Brasil, que é caracterizado também como maus-tratos contra animais.
Obs: Esse filme serve como uma ótima alusão, por se tratar especificamente do tema e do Brasil, mostrando o quanto essa atividade é lucrativa e comum.

No mais, vc poderia falar sobre o filme Animais unidos, que tem como temática os impactos das mudanças climáticas em diferentes ecossistemas do planeta, intensificadas pelas ações antrópicas. Espero ter ajudado :blush:


#4

Ótimas sugestões, nem imaginava o quanto alguns desses filmes abordassem tantos assuntos juntos…


#5

Muito obrigada Camila, amei todas as sua indicações, vou até rever os filmes hahahah. Aguardo as próximas! <3


#6

Oi Daywison, muito obrigada, muito pertinente. Acredita que eu nunca tinha pensado nesse filme!?


#7

Ahh, fico feliz que gostou! Qualquer coisa, ao invés de ver novamente, você pode ler alguma crítica ou resumo para pensar em como colocar, nisso você deixa esse tempo para ver filmes novos haha (eu faço isso)

Há um filme que uma época todo mundo me falou, chama “O Bom Dinossauro”. Ele tinha uma nota bem alta no Imdb, mas fui ver agora e ela caiu um pouco. De qualquer forma, eu não ligo nem um pouco para esses rankings, só fui verificar porque algumas pessoas olham antes de assistir e tudo mais.

Li uma matéria sobre ele que fala sobre outras personagens da Pixar e acho que pode te interessar:

"Em alguma medida, ainda que pequenininha, um personagem bom precisa ser ruim, precisa de defeitos para ganhar “vida”.

“Wall-E” age como alguém com transtorno obsessivo-compulsivo, Sully vive de assustar crianças em “Monstros S/A”, Rémy é um rato que conspira contra tudo para conseguir comida em “Ratatouille” e, para ficar só em quatro exemplos de filmes da Pixar, Relâmpago McQueen demonstra uma arrogância ímpar em “Carros”.

O defeito de Arlo é ter medo e o medo não basta para você ser “alguém”."

Não coloquei o link porque tem spoiler HAHAHAHA

Falam muito bem também de “A Viagem de Chihiro”, ganhou Oscar de Melhor Animação, mas também não vi (vou até colocar na minha lista aqui que nunca vai ter fim desse jeito haha).

Um que eu vi e gostei bastante foi Zootopia. Traz uma mensagem sobre a quebra de esteriótipos e o quanto a sociedade tentar impor padrões para certas profissões, por exemplo.

Frozen também traz críticas contra o machismo (não vou dar spoilers, mas tem uma parte que acaba sendo um contraste nítido com o final dos outros filmes da Disney que, por muito tempo, perpetuou a idéia de que a mulher precisa de um príncipe para salvá-la)

Essa aqui é uma crítica que achei sobre Moana (eu vi e gostei, gosto bastante da trilha sonora, a Disney sempre manda muito bem nisso)

Moana: Um Mar de Aventuras foi uma grande produção da Disney, não só financeiramente, uma vez que o filme já estourou nas bilheterias americanas e aqui no Brasil parece estar indo para a mesma direção, mas porque o estúdio começa a entender o grande poder de influência que possui, e como é importante que a representatividade e as críticas sociais estejam presentes em suas animações. Com o dever de casa de consultar mais a população que busca representar para que as fisionomias dos personagens realmente enalteçam a cultura desses lugares para o mundo, a Disney entra em um período de grandes acertos, que nós esperamos que se perpetue por muito tempo.”

Eu acho que isso resume bem o que as novas produções tem adotado e, por isso, sinto que fica bem legal você usar como uma alusão na introdução.


#8

AAAAAAAAA Camila, você me mostrou contextos que eu nunca tinha imaginado, muito obrigada novamente!

VALENTE: A personagem principal, Merida, desafia o pensamento retrogrado de que mulher não pode lutar, e prova o contrario para todos em seu reino. O filme pode ser usado em relação ao feminismo e direitos da mulher.

ESSES DOIS LINKS A SEGUIR ME DERAM MUUITAS IDEIAS TB, RECOMENDO A LEITURA



#9

simmm!! Eu ia falar sobre ela, mas fiquei com medo de me alongar mais do que já faço sempre hahah
Também tem Toy Story que, se você caçar em todos os filmes, acha várias coisas.

Inclusive, tem um curta da Pixar que é um dos personagens perdidos de Toy Story, ela é cheia de colocar essas referências escondidas, olha isso aqui para você se divertir enquanto estudar o que pode usar nas redações:
https://super.abril.com.br/galeria/encontre-35-referencias-escondidas-easter-eggs-nos-filmes-da-pixar/

Fiquei muito feliz que te ajudei!
Você pode aplicar esse pensamento para TUDO praticamente. Depois que você liga essa chavezinha, você começa a reparar em muitas coisas, desde quadros, filmes, clipes e por ai vai!

Amanhã vou abrir essas matérias e ler certinho!

Você costuma assistir série? Sei que ficou clichê depois de uma redação do ano passado, mas Black Mirror é uma série que aborda vários temas e como os episódios são soltos, você pode ver aleatoriamente.
Tem alguns episódios bem pesados, mas caso queira, posso pensar em alguns leves e coringas.

Sempre que precisar, poste aqui, viu?
Eu gosto muito de ajudar com repertórios :hearts:


Citação na redação e animes
#10

Alanna, olha aqui o que te falei de Toy Story. Achei essa introdução na net:

“No filme Toy Story 3, da Disney, a personagem Molly desfaz de sua boneca, uma vez que, toda sua atenção está voltada a seu smartphone. Na vida real, observa-se que atitudes como esta são recorrentes, evidenciando a influência midiática no desenvolvimento infantil, sendo um agravante para a introspecção social e a dificuldade de aprendizagem.”

Vou deixar um linkizinho:

Sério, vale muito a pena ver Toy Story caso não tenha visto! (apesar do choro inevitável hahahah)


#11

MUUUUUITO OBRIGADA, anotei tudo e ja mandei para várias pessoas se deliciarem com esse conhecimento.
Nessa reta final queria sua ajuda para alguns repertórios específicos se for possível, sendo eles: Evasão escolar/educação, DST’s, e Má alimentação.
Conto com você, pode falar bastante pq eu amoooooo! Obrigada desde já :heart:


#12

Menina, como você é simpática! Adorei!

Pessoal tem falado bastante desses repertórios né? Eu não conheço animações, mas tenho outros repertórios que vou deixar, ok? Já aproveito e reviso. Quem sabe acertamos o tema né? HAHA

  • Evasão escolar:

É um assunto bem amplo, porque, na minha opinião, ela ocorre por diversos fatores.
Esses dias eu peguei um dado do MEC que fala que 55% dos jovens brasileiros trabalham e estudam. Você pode linkar isso com a evasão.
Além disso, tem a questão da qualidade do ensino no Brasil. Tem um documentário do João Jardim que chama "Pro Dia Nascer Feliz". Acho que ele é da década passada, porém é incrível como ele se encaixa AINDA para os tempos de hoje. Eu já usei ele em algumas redações (nenhuma em vestibular ainda, mas gosto de usar documentários).

Olhe essa tabela do INEP:

Evasão

Outro dado do INEP: 4 em 10 jovens de até 19 anos não concluíram o Ensino Médio.

Outro fator: distorção idade - série

“Esse fenômeno está ligado ao baixo nível de aprendizagem, que seria resultado de uma série de fatores, incluindo qualificação do professor. Os resultados do Saeb apontam que o avanço da proficiência dos estudantes tende a desacelerar no Fundamental 2, o que leva ao aumento da reprovação e, em muitos casos, à evasão.”

Peguei esse trecho em destaque de uma reportagem. Perceba que fala da qualificação do professor. Uma coisa que devemos pensar é que o professor, muitas vezes, não procura uma qualificação não por que não quer (como muitos pensam), mas porque além de faltar tempo, faltam recursos. Professores possuem cargas-horárias pesadíssimas.

Além disso, procure sobre Revolução Educacional na Finlândia. É um pouco ruim querer comparar com um país desenvolvido, mas acho interessante, porque até o começo do século passado a realidade deles não era essa e a educação foi o principal fator para essa melhora. Também há a Revolução Educacional na Coréia do Sul. (tão surpreendente quanto a finlandesa)

Sobre EDUCAÇÃO NO GERAL, há vários recortes que podem ser seguidos. Mas acho bem legal quando tema permite falar sobre a alienação que a escola causa (criação de corpos dóceis). Você pode usar Foucault.
Gosto também de Another Brick in The Wall do Pink Floyd.
Filmes há vários, mas vou deixar dois que acabei me lembrando: Ao mestre, com carinho ; Sociedade dos Poetas Mortos
Livros: Fareinheit 451 os livros são tão importantes para a formação de senso crítico que a o estado queimava quem possuía. Há uma adaptação para o cinema (uma bem antiga), essa é mais fiel ao livro. A adaptação atual com o Michael B. Jordan eu não vi ainda, mas parece ser um pouco diferente (eu pretendo ver só para apreciar a beleza do Michael HAHAHA)

  • DST’s

Eu não sei se tenho um repertório específico para isso, o que eu sei são mais informações gerais e senso comum.
Por exemplo, com os métodos contraceptivos como a pílula, muitos jovens pensam que para doença há remédios, porém para um “filho indesejado” não.
Além disso, a mídia e as famílias ainda não falam sobre educação sexual porque isso é considerado um tabu (Totem Tabu de Freud fala sobre isso). Para Freud, Tabu é aquilo que é visto ou como sagrado ou como proibido. Acho que essa é uma relação que podemos fazer com o sexo. Ou muitas famílias acreditam que o sexo é algo sagrado ou algo proibido, por isso não falam sobre (mesmo ocorre nas escolas).

Outro ponto de vista é a questão de que boa parte da sociedade acredita que as DST’s estão apenas em determinados grupos, como se a doença tivesse “cara”. Uma forma de se pensar sobre isso, é que logo que o mundo vivenciou o surto da AIDS, muitos acreditam que apenas homossexuais possuíam a doença. Vale MUITO a pena assistir à “Clube de Compras Dallas”, é um filmão!! Os dois atores principais levaram Oscar pela atuação. Acho um filme fantástico para mostrar os interesses da indústria farmacêutica também.

Fora isso, basta lembrarmos dos inesquecíveis e fantásticos (!!!) Freddie Mercury e Cazuza. Os dois morreram de complicações da AIDS e, muitas pessoas, usaram isso para fortalecer a idéia de que as DST’s estavam em apenas um grupo. (sou muito muito fã do Freddie e do Queen, não tem muito a ver com o assunto, mas caso queira assistir: Bohemian Rhapsody).

Esse panoramas que coloquei sobre as DST’s são da década de 90, você pode usar para tentar linkar com a atualidade. O que eu falaria é que graças ao coquetel e a evolução da medicina, as pessoas que contraem DST’s passam a ter uma qualidade de vida maior. Achei essa frase bem interessante:

" “Os jovens de hoje não têm medo da aids porque não viram ninguém morrer do problema. Para eles, virou algo crônico. Da mesma forma, não se dá a devida importância a outras DSTs”,"

(aqui o link da matéria completa que é muito boa)

Acho que, nesse ponto, retomamos a questão da falta do debate. Muitas pessoas relacionam o aumento do número de doenças por conta dos aplicativos de relacionamento. Eu, pessoalmente, acredito que o problema maior seja o debate e o ensino e não a liberdade sexual de cada um. A pessoa pode ter inúmeros parceiros e nunca contrair nenhuma doença desde que ela se previna, enquanto uma pessoa com apenas um parceiro pode contrair a doença se não se prevenir.

  • Má Alimentação

Comentei de Wall-e anteriormente, basta lembrar das pessoas sentadas comendo junk-food e não se exercitando.
Super Size Me: A Dieta do Palhaço é um documentário bem legal que fala sobre isso.
Segundo a OMS, a má alimentação mata mais que o cigarro atualmente.

Agora, o que leva a má alimentação? Primeiro, a questão do tempo (tempo é dinheiro). Muitas pessoas possuem a vida muito agitada e acabam se alimentando com aquilo que é mais rápido e prático.
Segundo, questão do preço. Alimentos saudáveis, geralmente, são muito mais caros e estragam com facilidade.
Além disso, gosto de uma linha de raciocínio do Pierri Bourdieu que fala que a grande mídia não será demasiadamente tendenciosa para um determinado assunto pois ela depende dos patrocinadores. Então, por mais que ela fale dos riscos da má alimentação, há também uma ressalva quanto a isso. Basta olhar as propagandas e pensar: quantas delas são sobre alimentos industrializados e etc?
Fica ai um questionamento.

Outra coisa, acho que falta na sociedade, no geral, uma discussão sobre como aproveitar melhor os alimentos. Muitas pessoas jogam fora cascas que podem ser usadas na alimentação, isso geraria uma economia.

Enfim, vou deixar esse poema aqui para uma reflexão:

image

Enfim, ficou gigante, mas gostei muito de poder te ajudar com isso. Mesmo que não seja nenhum desses temas (não sei quais provas você presta, talvez possa cair em outras bancas), espero que eu tenha contribuído em algo na sua vida, pois sempre costumo aprender muito com as indicações que me fazem.

Lembrando que essas são as minhas reflexões sobre o assuntos. Longe de serem verdades absolutas e corretas.


#13

MUITOOOOOO OBRIGADA! Vou aproveitar para ver os documentários hoje mesmo. Já estudei o corpo dócil e vi uma análise do livro de Freud. Na questão de alimentação concordo plenamente com o lance das cascas (faço lasanha com recheio de casca de banana kkkkkkk). Todo o resto tb me serviu de grande ajuda, mesmo que não caia em nenhum dos vestibulares já tenho repertório para várias áreas da vida haahhahaha, qualquer coisa volto aqui :kissing_closed_eyes: <3


#14

isso é o mais importante!!! :hearts:
estou torcendo muito por você, Alanna!!


#15

Parabéns, @Camila, sua explicação foi maravilhosa, gostei bastante de todo o conteúdo, ampliou minha bagagem sociocultural :blush:
Obs: e que ótimo gosto para música, em?
sobre evasão escolar há dois filmes que me recomendaram que falam do assunto: Nenhum a menos- que fala de um jovem que abandonou a escola para trabalhar em uma metrópole vizinha e a sua professora tenta ajudá-lo a voltar a escola. O preço do desafio- que retrata a vida de um professor que se compromete a ensinar alunos adultos renegados socialmente e tentar criar laços fortes com eles para estimulalos a continuarem na escola e estudando.
Obs: vi sobre esses filmes nesse vídeo do Umberto: https://youtu.be/C6GFSsWqX7Y
Espero ter ajudado.


#16

@Daywison poxa, muito obrigada! fico feliz que fui útil!
e sobre a música, sou bem eclética haha

vou anotar esses filmes (apesar da minha lista de filmes para assistir estar imensa, sempre cabe mais um! muito obrigada!

Boa prova amanhã, pessoal! :raising_hand_woman:t2: