diferença entre os Padres Apologistas e os Padres da Igreja


#1

diferença entre os Padres Apologistas e os Padres da Igreja?


#2

Oi Isabelle.
Tudo bem?

Os padres apologistas eram pensadores que se converteram do paganismo ao cristianismo e, que no final do século I e ao longo do século II, se dedicavam à tarefa de escrever apologias, ou seja, defesas ao cristianismo, frente ao mundo pagão e também às seitas judaizantes.

Espero ter ajudado.
Bons estudos.


#3

Oi, @Isabelle1. Tudo bem?
Complementando a resposta do prof. Bruno, os padres apologistas contemplam a filosofia medieval entre os séculos III e IV. E bem ao pé da letra do termo apologia, esses padres buscavam a defesa e o elogio do cristianismo. Assim, rechaçavam a filosofia greco-romana, judeus e pagãos.

Sobre a diferença que você cita, não há. Todos são eclesiásticos. É importante salientar que o ser padre estava em construção, ou seja, as regras a serem seguidas não estavam definidas como as conhecemos hoje.
O que muda é a forma de pensar e disseminar o cristianismo, por isso,a filosofia da Idade Média é dividida em quatro tempo históricos, momentos de expressão (adesão), em maior grau, de determinado pensamento: 1. FILOSOFIA APOSTÓLICA (com grande representação no apóstolo Saulo que após a conversão chamou-se Paulo), séc. I e II; 2. FILOSOFIA APOLOGISTA (Tertuliano com grande representatividade); 3. FILOSOFIA PATRÍSTICA (Santo Agostinho como grande representante), a partir do séc. IV; 4 FILOSOFIA ESCOLÁSTICA (São Tomás de Aquino como grande representante), entre os séculos IX e XVI.

Era isso?

Qualquer dúvida, só chamar.:wink: