Escola Epicurista

Opa!!!
Estudando aqui me surgiu uma dúvida: O Epicuro, dono da escola epicurista no período helenista, defendia que a vida é baseada na busca do prazer excessivo mas, porém, de modo ético. Daí, ele faz algumas separações dos tipos de prazer, e foi ai que me emergiu uma duvida. Eu posso fazer alguma associação com essa escola e o Hedonismo?
Talvez possa não ter muito haver, mas já que hedonismo também é uma doutrina de prazer, fiz esse link em minha cabeça kkk
Aguardo respostas :slight_smile: :smiley:

Oi, Igor, como está? Espero que bem! :blush:

Não sou muito boa em filosofia clássica, infelizmente comecei com contemporânea os meus estudos (erro crasso, pois a filosofia atual bebe da fonte clássica), mas, até, até onde sei, você pode sim fazer uma associação desde que faça as devidas ressalvas.

Você pode tentar assimilar o que há de igual no pensamento dos filósofos que abordam diferentes visões do hedonismo e o que há de diferente.

O hedonismo, pensando na ética (parte da filosofia responsável pela investigação dos princípios que motivam, distorcem, disciplinam ou orientam o comportamento humano) será estudado por determinadas vertentes e cada uma dessas doutrinas utilizará o prazer (cada uma a sua forma) como algo fundamental para a vida.

Achei esse trecho que descreve o sistema filosófico proposto por Epicuro como hedonismo epicurista:

" O hedonismo epicurista reconhece que o ponto de partida para a felicidade está na satisfação dos desejos físicos, naturais .

Mas essa satisfação , para não acarretar sofrimentos, deve ser contida , reduzindo-se ao estritamente necessário : sábio é aquele que, mesmo com poucos bens de subsistência, alcança muita felicidade ."

Eu retirei dessa fonte!

Porém, outras análises que vi, falam que Epicuro faz uma análise própria do que é o hedonismo e não é um pensador hedonista.

"Se considerarmos o que até então aqui foi descrito, podemos correr o risco de como muitos outros escritores não entender bem o pensamento de Epicuro, colocando-o no rol dos pensadores hedonistas, por isso se faz necessário uma melhor compreensão do que é o hedonismo, quando surgiu e quais filósofos participam verdadeiramente dele. "
Essa aqui é a fonte e parece bem completa, eu não cheguei a ler tudo.

Outra análise:

“O hedonismo é muito confundido com o epicurismo, apesar de eles possuírem divergências claras. O epicurismo surge através de Epicuro, que, levando em conta o hedonismo que o antecede, irá, segundo suas concepções, aperfeiçoá-lo, salientando que o prazer deverá ser regido pela razão, o que resulta em moderação.”

Ou seja, Epicuro, sendo posterior a Aristipo de Cirene (considerado o pai do hedonismo filosófico), irá aperfeiçoar o pensamento de Cirene.

“É importante notar que o hedonismo cirenaico diferencia-se da filosofia Epicurista, sobretudo no que diz respeito à avaliação moral do prazer. Enquanto a escola cirenaica preceitua que o prazer é sempre um bem em si e que será melhor quanto mais tempo durar e quanto mais intenso for, a filosofia epicurista determina que o prazer, para ser um bem, precisa de moderação”

Creio que, talvez, Epicuro não possa ser considerado plenamente hedonista pois ele ressalta a importância da moderação, diferente de outras visões hedonistas que mostram o prazer como algo a ser buscado incessantemente.

Trazendo para o contexto atual, nas leituras que faço, quando vejo alguém se referindo à cultura e à sociedade atual, não vejo a palavra hedonismo sendo levada com moderação. Pelo contrário, mostra que vivemos em uma sociedade que buscar o prazer a qualquer custo.

Pesquisando a palavra hedonismo, repare que coloca tanto Cirene quanto Epicuro na definição:

Talvez seja o epicurismo um hedonismo moderado (a minha interpretação).

Enfim, não sei se te ajudei ou se piorei, mas podemos seguir discutindo. Consegui pegar meu livro de filosofia do Gilberto Dimenstein que tinha encaixotado, vou tentar ver se acho algo sobre isso e, caso sim, posto aqui!

3 Curtidas

Oi, Camila, estou bem sim, e ai? Como sempre me ajudando nessa jornada rumo ao meu objetivo.
-Obrigado mais uma vez!!!- haha <3
Então vamos lá,
Esse ano comecei pela filosofia clássica e estou fascinado ( parece que tudo faz mais sentido por essa trajetória ) kkk.
Como você mesma disse, e particularmente considero isso uma grande verdade infelizmente, hoje a palavra hedonismo não é entendida junto com o contexto de moderação, o que foi muito bem defendido pelo Epicuro, e isso traz alguns problemas na sociedade (isso daria em um debate bacana pra todos os estudantes, pensei aqui rsrs).
Mas, enfim, eu também concordo que Epicuro não deve ser considerado hedonista por causa dessa moderação, ou temperança, que é um grande ‘‘diferencial’’ pro hedonismo.
Fiquei feliz por eu ter feito essa lincagem correta e não ter ‘‘viajado’’ muito nas ideias;
Vou continuar aprofundando por aqui, obrigado mais uma vez!!!

Estou bem também, muito obrigada por perguntar! (às vezes falo sozinha por aqui HAHAHA)

é a meta! estamos todos juntos nesse barco (só espero que não seja o Holandês Voador ou o Titanic haha brincadeira!! só pra descontrair!)

Menino, eu preciso fazer isso! É que eu tenho uma ânsia em ler coisas atuais, análises atuais da sociedade. Vou tomar vergonha nessa cara.

Sobre a questão atual, eu li alguns textos recentemente de um filósofo e ele faz algumas análises bem interessante. Basicamente, a sociedade, hoje, pouco se preocupa com a moderação em alguns aspectos, sabe? É preciso mostrar sempre que se está muito feliz nas redes sociais, que você bebe muito, que você come muito bem, que você tem uma vida sexual ativa. Contudo, no geral, a vida das pessoas segue um mesmo padrão: escola, faculdade, casamento, filhos, morte. Ou seja, ninguém, ao fundo, busca aquilo que realmente dá prazer por medo do julgamento. E se a pessoa sempre sonhou em trabalhar no circo, entende? Vender a arte na praia? Nesse mesmo trecho do livro que estava lendo, ele cita Nietzsche e a questão o super homem (além homem) e do último homem. Não li o original do Nietzsche (Assim falou Zaratustra), mas sinto que é como se fosse isso mesmo (não sei se você já estudou isso, mas quando estudar, poderá pensar um pouco sobre essa questão). Esse filósofo que citei diz que vivemos no “inferno do igual”.

Enfim, só divagando, mas é uma discussão legal mesmo! Esses dias comentei com o @Francisco_Kaio que poderíamos tentar pensar em alguma roda de discussão sobre temas de redação ou coisas assim.

Por exemplo, se você não tivesse levantado essa questão do hedonismo, eu nem teria pesquisado e nós nem estaríamos aqui realizando essa troca. Acho bem legal tudo isso (mas sou suspeita né HAHA)

2 Curtidas

Isso!!! Por favor,concretizem essa ideia kkk

1 Curtida

vou pensar em como organizar e ver se mais pessoas topam! Por mim, tá fechado!

1 Curtida