Exercício Geografia

(FUVEST - 2010) A personagem Mafalda, que está em Buenos Aires, olha o globo em que o Norte está para cima e afirma: “a gente está de cabeça pra baixo”. Quem olha para o céu noturno dessa posição geográfica não vê a estrela Polar do polo astronômico Norte, e sim o Cruzeiro do Sul, referência do polo astronômico Sul. Se os polos do globo de Mafalda estivessem posicionados de acordo com os polos astronômicos, ou seja, o polo geográfico Sul apontando para o polo astronômico Sul, seria correto afirmar que

Gab.: O Sul do globo estaria para cima, o Norte para baixo e Mafalda não teria razão em afirmar que está de cabeça para baixo.


Bom dia!
Acertei a questão, mas foi por eliminatória…
Polo astronômico seria a mesma coisa que polo magnético?

Agradeço desde já!

Acho que não são a mesma coisa.
O polo astronômico são a Estrela Polar, que se vê quando se está no hemisfério norte e o Cruzeiro do Sul, no hemisfério sul.

Olá @Beatriz_A, tudo bem?

Essa questão já gerou boas discussões aqui no fórum. Pesquise por “Mafalda” e encontrará facilmente ótimas dúvidas e respostas que provavelmente correspondem com as suas…

1 Curtida

Tudo sim e com você?

Polo astronômico seria a mesma coisa que polo magnético?
Vi sua resposta em um post, mas ainda não consegui compreender :persevere:

Oi, Bia, se polo astronômico for sinônimo de polo geográfico (eu não sei se são), nesse caso, não são a mesma coisa! Polo geográfico e polo magnético são diferentes.

Não sei se é essa sua dúvida!
qualquer coisa me avisa!

ps: só gosto da Mafalda fora de provas, porque em provas… HAHAHHA

4 Curtidas

Nossa, desculpa @Beatriz_A, não fui atencioso o suficiente com você no post. Ao ver que era sobre a questão da Mafalda automaticamente te sugeri que visse o outro post e não percebi que sua dúvida era outra, até mais simples…

Mas enfim, agora que me dei conta a @cahperroud já te respondeu e concordo com ela. O pólo astronômico usado na questão faz referência às Estrela Polar e ao Cruzeiro do Sul, que correspondem aos pólos geográficos da Terra e, conforme ilustrado na figura da Camila, são opostos aos pólos magnéticos.

Agora sim!

3 Curtidas

Tudo bem… :relaxed:

Mas uma pergunta:
Supondo que eu esteja na Argentina (Sul geográfico e Norte magnético). Ao olhar para o céu verei o Cruzeiro do Sul -que “se localiza” no Sul geográfico- certo!? Então… por qual motivo, na representação do globo, o Sul estaria para cima?

1 Curtida

Pois a Mafalda está na Argentina, o céu é pra cima e nesse céu teria o Cruzeiro do Sul. É uma pegadinha e por isso é tão confuso…

A construção da charge brinca com essa ironia de algo que seria óbvio e ao mesmo tempo absurdo. Pra mim, particularmente, a graça só pode estar aí.

1 Curtida

Se os polos do globo de Mafalda estivessem posicionados de acordo com os polos astronômicos, ou seja, o polo geográfico Sul apontando para o polo astronômico Sul…

Não entendi essa pergunta. “Polo Geográfico Sul apontando para o polo Astronômico Sul”? “Astrônomico” não é a mesma coisa que “Geográfico”? (Desculpa, eu li as outras respostas, mas ainda fiquei confusa :thinking: )

Oi Glenda,
Os polos astronômicos (ou celestes) são prolongamentos dos polos geográficos, no mesmo eixo N-S. É como se existisse os mesmos polos N e S que você já conhece porém afastado um pouco da Terra.
image

A dúvida era só isso? Essa questão é danada. Se você ficou com alguma dúvida não hesite em perguntar!

1 Curtida

Ah entendi isso, mas pensando bem, acho que não entendi o resto da questão da Mafalda kkk (eu li e reli os comentários anteriores) que questãozinha que mexe com os neurônios ashuashuas

2 Curtidas

Essa questão é o satanás no domingo de pantufa sem ter o que fazer. Não se preocupe com ela em si e sim com a parte mais comum dela: a ideia de que não existe em baixo ou em cima no espaço e que no céu do hemisfério norte temos algumas constelações e no hemisfério sul outras… ok?

6 Curtidas

Li tudo, não entendi nada. Procurei vídeos na internet, não encontrei nada.

“Se os polos do globo de Mafalda estivessem posicionados de acordo com os polos astronômicos, ou
seja, o polo geográfico Sul apontando para o polo astronômico Sul, seria correto afirmar que”

Nesse caso, Não estaria o Globo virado justamento do jeito "convencional’’ com o Canadá pra cima e Argentina no Sul, afinal, não é o lado sul do planeta que que vai estar direcionado pro cruzeiro do sul?
Se não, porque?
O fato de a independentemente de onde estivermos no globo sempre estar “pra cima” não é o ponto da confusão, pelo menos da minha não é.
As explicações rasas e simplistas que encontrei por aqui ajudam muito pouco ou não ajudam em nada quem está com dúvidas. Não encontrei um único post que contenha uma explicação detalhada, explicada passo a posso, com diagramas pra que quem não compreendeu possa entender.

Olá, Marcelo, tudo bem? Espero que sim! :blush:

Primeiramente, muito do que você considera raso ou simplista, pode ter sido o melhor que a pessoa deu para tentar ajudar. Sendo assim, tente valorizar o esforço do outro ao invés de diminuir.
Eu, por exemplo, sou aluna e ajudo aqui voluntariamente no meu tempo livre e tento sempre dar o meu melhor (assim como muitos por aqui).

Essa é uma questão bem famosa da Fuvest. Recomendo que você procure as resoluções do Elite, Anglo, Objetivo, Etapa e Poliedro. São feitas por professores de geografia.

Enfim, qualquer coisa, mais tarde tento voltar por aqui!

edit: essa foi uma das melhores respostas que achei até agora:

Na linguagem usual, em qualquer ponto da Terra, o “para baixo” significa, em direção à superfície da Terra e o “para cima”, em direção ao “céu”.
Assim, para que o globo de Mafalda esteja com o polo geográfico Sul voltado para o polo astronômico Sul, o polo Sul do globo deve estar voltado para o “céu”, e consequentemente o Norte para baixo. Porém Mafalda não tem razão em afirmar que está de cabeça para baixo.

2 Curtidas

Acho que entendi!! Na vida real, os polos astronômico sul (direção que aponta até o cruzeiro do sul) e geográfico sul (parte debaixo do globo) apontam pro mesmo lugar. Agora, quando se vê o globo da tirinha, o polo geográfico dele está apontado para o chão, ou seja, em direção ao polo astronômico norte. Portanto, precisa-se girar o globo para que o polo sul aponte para cima, e portanto para o céu e portanto também para o polo astronômico sul.

1 Curtida

Acho que uma forma fácil de explicar seria :

Pense que você está na Argentina com o globo da charge na mão, para apontar o sul desse globo para o sul astronômico(celeste) real, você deve apontar o sul do globo para o céu que no caso é para cima .

Logo o sul do globo estará para cima(céu) e o norte do globo estará para baixo(no caso a superfície do planeta).

Espero ter ajudado

Os polos astronômicos a que se refere a pergunta não são a mesma coisa que polos magnéticos. Os polos astronômicos referidos na pergunta correspondem aos polos geográficos. Na pergunta a Mafalda está de frente para um globo. Como ela está na Argentina, está de cabeça para baixo, ou seja, a cabeça dela aponta para o polo sul, e também para o cruzeiro do sul. Da mesma forma, o globo que ela vê também está de cabeça para baixo. Então o polo norte do globo que ela vê está apontando para o sul geográfico, que também corresponde ao sul astronômico, pois também aponta para o cruzeiro do sul. Para deixar o globo que ela vê posicionado de acordo com os polos geográfico e astronômico, a Mafalda teria de inverter o globo dela. Então ela veria a Argentina no hemisfério Norte, posição em que ela não mais estaria de cabeça para baixo.