Problemas de matematica 4


#1

Olá, boa tarde. Alguém me ajuda na questão abaixo, por favor.

COVEST-2008-Q11


#2

@Carlos_Cavalcanti Olá!

Então, vamos tentar descobrir quantos Homens e Mulheres constroem em média muros por hora. No caso dos Homens: 8.12= 96 horas totais. E média fazem 6/96 muros/horas, mas como são 10 Homens divide-se por 10= 6/96.1/10= 6/960 ou 0.00625, ou seja, 1 Homem faz 6 muros a cada 960 horas.

Agora as mulheres: 6.20=120 horas totais. Em média constroem 9/120 muros/horas, mas como são 12 mulheres divide-se por 12= 9/120.1/12= 9/1440 ou 0,00625, ou seja, 1 Mulher faz 9 muros a cada 1440 horas.

Note que o resultado é o mesmo, tanto a Mulher como o Homem trabalham a mesma média de muros por horas. Logo podemos considerar para 1 pessoa faz 0,00625 M/H

Por fim em 16(7 + 9) pessoas: 7.10=70 horas totais. Em média X/70 muros por hora. Como têm-se 16 pessoas fica X/70. 1/16= X/1120 muros por horas no qual uma dessas pessoas trabalha.

Agora é só igualar X/1120= 0,00625(ou vc pode colocar em fração tbm)
X=7 muros

Espero que seja isso. :slight_smile:


#3

Kaião, como está pequeno gafanhoto?

Deixa eu te falar, você tentou por regra de 3 composta? Eu tentei fazer usando aquele esquema do Ferreto lá (é o que eu uso), fiz para homens e mulheres e tentei somar, mas não deu certo.

Você sabe o porquê de não dar? fiquei pensando aqui. Posso estar errando em conta também


#4

Cami eu tentei por ferreto tbm e não estava conseguindo, daí pedi ajuda a um amigo, e ele me disse q essa questão é mais elaborada, e q para resolver, o melhor caminho era relacionando as variáveis para cada homem e mulher! No final eu percebi q deu resultados iguais, o q facilitou, pq daí pude tratar ambos como um só, ou seja, pessoas. Eu fiquei justamente encucado pq o do ferreto não deu certo, se descobrir me diz por favor kkk


#5

@Francisco_Kaio, Q resolução top!!! Que tipo de método é (Ferreto)? Quando faço esse tipo de exercício sigo, assim como, o Francisco fez. Olho as unidades de medida. Esse método ferreto é mais fácil?


#6

Oi, Kaião!
Nossa, fiquei até mais calma que não fui a única. Vou tentar depois. Desse jeito eu, sendo sincera, fico com preguiça de fazer, mesmo me deixando mais segura (até ano passado eu só fazia assim)

Oi, Miguel!

eu também costumo fazer por análise dimensional, mas como o pessoal não gosta muito do assunto, nas resoluções aqui do fórum eu uso essa aula aqui do Ferreto porque muita gente conhece, ai fica mais fácil.

Fico um pouco chocada o quanto a análise dimensional é deixada de lado. Isso ajudaria muita gente que não gosta de fórmulas haha


#7

Eu não abro mão dessa fórmula do ferreto pq não me dou bem em análise dimensional, mas nesse caso eu sofri tanto q tive q pedir ajuda haha


#8

Eu acho q os professores se ligam q as resoluções estão ficando desfasadas e mais fáceis, daí dificultam mais as questões fazendo os alunos errarem ao pensarem na antiga resolução, pq eu sou assim quando faço um questão de uma forma é para sempre, mas as vezes e bom olhar de outro ângulo, ver mais amplamente sabe!


#9

Oii, pessoal das exatas! Me descupem interferir no nicho de vcs kkkk, mas passei por esse assunto há pouquíssimo tempo e sempre vim usando a forma do Ferreto, mas, como já ouvi muitas pessoas falarem, esse método não é 100% eficaz( vejam os comentários do vídeo do Ferreto). Não é erro de cáculo de vcs, esse método nem sempre dá certo com questões mais elaboradas.


#10

HAHAH EUZINHA!!!

e eu percebi a mesma coisa que você! estão mudando um pouco a abordagem para selecionar os alunos. Enfim, o que é um pouco triste né, porque a porcentagem de pessoas no Brasil que teve acesso a um ensino que fizesse essas pessoas terem uma visão ampla das coisas é minúscula!


#11

sério? nossa, continuarei com a análise dimensional então HAHAHA
vou tentar fazer essa por análise dimensional.
Vou tentar descobrir o porquê dessa técnica não dar certo sempre.

obrigada pela observação Daywison!
esqueci de deixar aquela questão para você, mas vou deixar!


#12

pois é,o ensino público é, na maioria das vezes, defasado…digo por experiência própria, sai do ensino médio sem nem saber a tabuada direito, mmc e vários outros assuntos


#13

Use a forma de Ferreto quando vc ver que é uma questão mais simples, pra n perder tanto tempo


#14

Pois é, Kaio, as vezes se prender as coisas mais fáceis só massageiam nosso ego. É sempre bom se desafiar…


#15

@Daywison, é o que eu sempre falo, eu estudei em colégio particular daqueles de bairro e, mesmo sendo particular, eu não tinha aulas em várias matérias e eu não sabia equação do segundo grau até entrar no cursinho. Nisso eu penso, se o particular - que fico muito feliz por ter tido acesso - fiz era assim, imagina o resto do Brasil.

Uma outra coisa que eu nunca comentei aqui, mas eu preciso sempre ficar treinando contas, porque minha base nessa parte, divisão por exemplo, era péssima (fiz colégio público no fundamental e depois mudei para o particular) e no cursinho por ter vergonha de assumir, eu usava muito a calculadora. Foi quando vim estudar em casa que tomei vergonha e ficava fazendo continhas para treinar.
Então, assim, sem brincadeira, não podemos ter vergonha das nossas defasagens porque, infelizmente, é lidando com elas que conseguiremos ir contra esse sistema tão injusto! Estamos todos juntos nessa, no cursinho eu percebia muito uma competição e um endeusamento, aqui no virtual eu percebi que as pessoas se ajudam muito mais e por isso estou sempre aqui!

(pequeno desabafo hahah)

e oh, aqui a questão hehe

image

essa você faz com o método do ferreto!


#16

Eu sei o que é isso! Tbm sou de escola pública! Quando sai da escola não sabia ler direito. Tive q me esforçar muito,sozinho, para aprender as coisas. Ahhhh é muita filosofia para discorrer aqui…


#17

Gostei muito de saber mais sobre vc e saber os seus obstáculos e superações… isso mostra o quanto somos capazes de se desenvolver quando realmente queremos e, principalmente, nos ensina a sermos melhores pessoas, capazes de se colocar no lugar do outro e tentar ajuda-ló. E, sobre vc ter estudado em escola privada, isso não é algo pra se ter que esconder, mas algo tido como uma oportunidade.

Eu quase sempre estudei em escola pública, com exceção da minha alfabetização e parte do fundamental 1( que era um ensino semelhante as escolas públicas) minha vida escolar foi marcada pela dificuldade em matemática e demais assuntos de exatas, nunca fui de ser um bom aluno no quesito de notas nessas áreas apesar de sempre ser curioso… Quando fui para o ensino médio, continuei meu legado tendo as piores notas em exatas e foi assim até o segundo ano, quando descobri o quanto o youtube e a internet em geral eram ferramentas incríveis para se estudar, mas antes disso tive que passar por diversas experiências como de tentar ajudar meu pai em uma oficina( ele é mecânico) tentando auxiliar em alguma coisa já que n tinha despertado ainda meus interesses pelo estudo e apresentar dificuldades, apesar de já aspirar um sonho( bem distante da minha realidade ainda, naquele período). Enfim, minha mãe me deu a oportunidade para me reiventar nos estudos, aliado a algumas decepções, hoje consegui coloca-lo como minha profissão de vida. Esse é o resumo do resumo kkkk.

Obrigado por lembrar da questão :smiley:


#18

Eu comentei aqui porque uma época - hoje não muito - já chegou aluno do fórum falando “Nossa, você sempre deve ter sido boa em exatas e etc”. Ai eu falo que não e que ainda sofro bastante, a pessoa não acreditava haha. Acho que quanto mais repararmos que temos muitas coisas em comum, melhor é para o estudo, sabe?

Fico feliz por você ter se sentido a vontade para se abrir conosco! Sobre isso de sonhos e realidade, eu sei como é, quando eu parei para trabalha eu pensava muito nisso, mas hoje eu sei que não é porque parece distante que não é para nós.
Fico feliz que sua mãe te dê o suporte, minha família também me dá e sei que nem todas são favoráveis a isso.

Enfim, vamos seguindo por aqui nos ajudando! Não tenha vergonha de postar nenhuma dúvida, de verdade!


#19

Eu tbm fui pra particular no fundamental II e mesmo sendo um aluno bom, quase reprovo uma vez em matemática, eu odiava a matéria. Mas, me dizem q sou esforçado kkk até q comecei a tirar notas melhores e passar nos anos posteriores. E como vc falou mesmo na particular me senti inseguro no ano de cursinho q fiz, pq não tinha visto muitos assuntos. Um dos meus maiores problemas era e é com exatas mas melhorei bastante com o tempo e o pior é q quando estamos no início dessa jornada achamos IMPOSSÍVEL. Eu era muito ativo aqui, Cami me salvou várias vezes haha. A responsabilidade de passar foi terrível pq levei tapa na cara em notar q nota boa na escola não garante vestibular, mas estamos na luta dos nossos sonhos e esse espaco aqui é bem importante! :slight_smile:


#20

É isso! :slight_smile: