Engenharia civil fetrans


#1

Screenshot_20190319-123643_Drive estou com duvida neste exercicio.


#2

Bom dia, @fernando_quinup!

Bem, para essa questão, é necessário o entendimento do Teorema de Stevin. Assim, este declara que:

“A diferença entre as pressões de dois pontos de um fluido em equilíbrio é igual ao produto entre a densidade do fluido, a aceleração da gravidade e a diferença entre as profundidades dos pontos.”
Δp = d.g.Δh

A partir dele, podemos concluir, portanto, que dois pontos em uma mesma horizontal ( mesma altura ), em fluidos de mesma densidade, apresentam pressões equivalentes, uma vez que seu Δh seria zero!
Dessa forma, escolhemos dois pontos de mesma pressão na figura:

Sem%20t%C3%ADtulo

A partir disso, podemos afirmar que PA ( Pressão do ponto A ) = PB ( Pressão do ponto B ). Ainda, evidencia-se que a PA pode ser dividida entre a pressão da coluna de Mercúrio ( PHg ) e a pressão da própria câmara A ( PCa ), na medida em que a PB representa a própria pressão da câmara B ( PCb )!
Assim, a seguinte equação passa a valer:

PCa + PHg = PCb

A partir desta, fica claro que a única pressão existente entre as câmaras A e B é a própria PHg!
Calculando-a, temos que:

Sem%20t%C3%ADtulo

Assim, observa-se que a pressão entre as câmaras é de, aproximadamente, 39,8kN/m².
Ainda, voltando à equação PCa + PHg = PCb, fica evidente que a Pressão da Câmara B é maior do que a da Câmara A, uma vez que não existem pressões negativas!

Espero ter ajudado!


#3

Obrigado pela ajuda. E explicação ficou ótima.