Fale conosco

51 99438-10160800 001 8789

A gente liga para você

Agendar uma ligação

Como se inscrever no Fies

Passo a passo

Agora, vamos ao passo a passo para que sua inscrição no Fies seja perfeita e nada dê errado nesse processo.

  1. Acesse o site do Novo FIES e informe os dados solicitados. Você precisará informar seu CPF, data de nascimento, e-mail e gerar uma senha para acessar o sistema do Fies. Após essa etapa, você receberá um e-mail de validação para seu cadastro e as demais instruções a serem seguidas.
  2. Após a validação do seu cadastro de usuário, acesse novamente o sistema do Fies com seu login e senha e faça sua inscrição.
  3. O resultado da pré-seleção costuma vir em até 5 dias após o fim do período de inscrições. A conclusão da sua inscrição deve ser feita no mesmo site em que você fez a inscrição. Depois você terá 5 dias para comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da universidade portando a documentação necessária (que você verá logo na sequência, na seção “Documentos necessários"). A CPSA é quem confirma se os dados informados por você na inscrição são verdadeiros e é, a partir daí, que se define o quanto você pode solicitar de financiamento. Por isso, fique ligado: essa etapa é fundamental!
  4. Após a validação da inscrição pela CPSA, o estudante deve comparecer a um agente financeiro (Banco) em 10 (dez) dias, contados a partir do terceiro dia útil a partir da data da validação da inscrição pela CPSA. Você deve se encaminhar até um banco com a documentação exigida e especificada para a contratação do financiamento. Ah, a escolha por um dos bancos é feita no sistema do Novo Fies.
  5. Agora é só aguardar a análise de crédito feita pelo banco e, em seguida, a liberação do seu financiamento :)

Documentos necessários

Falamos anteriormente que você precisa levar uma papelada à CPSA da sua faculdade/universidade, lembra? Abaixo você confere a lista completa do que pode ser solicitado.

Vale lembrar que é preciso levar somente um documento de cada categoria listada abaixo. Envie aquilo que a comissão exigir. Assim, você evita pânico e não fica com receio de que sua validação seja negada pela faculdade.

E, por fim, cumpra os prazos, fique de olho no calendário e compareça à CPSA. Se você não for até a comissão, sua inscrição será cancelada e seu sonho de cursar o ensino superior através do FIES também!

Documentos de identificação do estudante e dos membros de seu grupo familiar

  • Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das Unidades da Federação;
  • Carteira Nacional de Habilitação, novo modelo, dentro do prazo de validade;
  • Carteira Funcional emitida por repartições públicas ou por órgãos de classe dos profissionais liberais, com fé pública reconhecida por Decreto;
  • Identidade Militar, expedida pelas Forças Armadas ou forças auxiliares para seus membros ou dependentes;
  • Registro Nacional de Estrangeiros - RNE, quando for o caso;
  • Passaporte emitido no Brasil;
  • CTPS - Carteira do Trabalho e Previdência Social.

Comprovantes de residência

  • Contas de água, gás, energia elétrica ou telefone (fixo ou móvel);
  • Contrato de aluguel em vigor, com firma do proprietário do imóvel reconhecida em cartório, acompanhado de um dos comprovantes de conta de água, gás, energia elétrica ou telefone em nome do proprietário do imóvel;
  • Declaração do proprietário do imóvel confirmando a residência, com firma reconhecida em cartório, acompanhada de um dos comprovantes de conta de água, gás, energia elétrica ou telefone em nome do proprietário do imóvel;
  • Declaração anual do Imposto de Renda Pessoa Física - IRPF. 5. Demonstrativo ou comunicado do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS ou da Receita Federal do Brasil - RFB;
  • Contracheque emitido por órgão público;
  • Boleto bancário de mensalidade escolar, de mensalidade de plano de saúde, de condomínio ou de financiamento habitacional;
  • Fatura de cartão de crédito;
  • Extrato ou demonstrativo bancário de outras contas, corrente ou poupança;
  • Extrato ou demonstrativo bancário de empréstimo ou aplicação financeira;
  • Extrato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS;
  • Guia ou carnê do Imposto Predial e Territorial Urbano - IPTU ou do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores - IPVA.

Comprovantes de rendimentos

Os tipos de atividade são:

  • Assalariados;
  • Atividade rural;
  • Aposentados e pensionistas;
  • Autônomos;
  • Profissionais liberais;
  • Sócios e dirigentes de empresas;
  • Rendimentos de aluguel ou arrendamento de bens móveis e imóveis.