Descartes - enem


#1

Boa tarde!

Uma vez que a razão me persuade de que devo impedir-me de dar crédito às coisas que não são inteiramente certas e indubitáveis tanto quanto àquelas que nos parecem manifestamente ser falsas, o menor motivo de dúvidas que eu nelas encontrar bastara para me levar a rejeitar todas.

DESCARTES, R. Meditações de Filosofia Primeira. São Paulo: Abril Cultural, 1973 (adaptado).

Ao introduzir a dúvidas como método, Descartes busca alcançar uma certeza capaz de re-fundar, sobre princípios sólidos, a ciência e a filosofia. Seu procedimento teórico indica

a) a capacidade de o entendimento humano duvidar das certezas claras e distintas.
b) a ideia de que o ceticismo é base suficiente para edificar a filosofia moderna.
c) o rompimento com o dogmatismo da filosofia aristotélico-tomista que prevalecera na Idade Media.
d) a primazia dos sentidos como caminho seguro de condução do homem a verdade.
e) o estabelecimento de uma regra capaz de consolidar a tradição escolástica de pensamento.

Alguém pode explicar?


#2

Enquanto nenhum professor responde eu vou tentar ajudar.
O ENEM costuma cobrar esses textos tanto do Descartes quanto do Hume. Na grande maioria das vezes, normalmente tem questões, ou do Descartes, ou do Hume, ou então comparando os dois autores. A banca costuma colocar textos que deixam margem para uma interpretação diferente daquilo que o autor defendia. No caso de Descartes, é importante lembrar sempre que ele era RACIONALISTA. Então, ser racionalista significa, em outras palavras, que ele questiona as verdades do mundo e compreende a realidade como um processo de questionamento e exercício do raciocínio ( uso da razão). Por outro lado, aqueles conhecidos como EMPIRISTAS percebem o mundo como o resultado de um processo de experiências, um processo empírico. Dessa forma, para acertar essa questão bastava saber que o Descartes é racionalista e questionava tudo. Nesse sentido, a filosofia do Descartes foi totalmente diferente dos dogmas impostos pela igreja e consequentemente da filosofia medieval.

O dogmatismo pode ser compreendido como a aceitação de um argumento sem a comprovação científica ou racional. Assim, se Descartes é um dos principais autores do Racionalismo, visto que ele defende o uso da razão ao invés do dogmatismo. Logo, Descartes representa um rompimento com a filosofia dogmática da Idade Média e isso justifica essa questão ser a correta.
“Muitos especialistas afirmam que, a partir de Descartes, inaugurou-se o racionalismo da Idade Moderna.” (wikipédia)
Dá uma olhada nesse link:
http://www.filosofia.com.br/historia_show.php?id=70