Fórmulas cinemáticas em uma dimensão


#1

Gostaria de ajuda com o seguinte exercício:

Um estudante sonolento derruba uma calculadora de uma janela que está a 20,7m do chão. Podemos ignorar a resistência do ar.

**Qual é a velocidade vetorial da calculadora depois de cair por 1,8s?
Arredonde a resposta para dois dígitos significativos.

Responda usando um sistema de coordenadas onde para cima é positivo.*

Resolvi usando -20,7m como deslocamento na fórmula s = (v+v0/2).t, e obtive -18,63m/s como resultado. No entanto, o exercício ignorou os 20,7m e resolveu pela aceleração negativa da gravidade com v = v0 + at, chegando ao resultado de -18m/s.

É errado considerar aqueles vinte metros como deslocamento na fórmula que utilizei?


#2

Eaí @Johnny, beleza?

Mano, acho que teu problema foi mais de interpretação mesmo…
Olha só… o que a questão nos pede é a velocidade da calculadora depois de cair por 1,8s, mas perceba que ela não disse, no texto, que nesses mesmos 1,8s a calculadora percorreu todos os 20,7m! Nesse tempo, óbvio que ela irá percorrer uma certa distância, mas não sabemos qual é e não podemos afirmar que seja 20,7!

Assim, sabendo a Velocidade Inicial ( Vo = 0, uma vez que se trata de uma queda livre ), sabendo a Aceleração da Gravidade ( a = -10m/s^2, uma vez que adotamos o sentido pra cima como positivo ) e o Tempo de queda ( T = 1,8s ), podemos usar a fórmula V = Vo + at.
Dessa forma, efetuando breves cálculos, verá que a velocidade da calculadora, naquele tempo, será, de fato, -18m/s!

Espero ter ajudado!


#3

Pensando bem, é verdade. Eu presumi que ela tivesse percorrido toda a distância. Nem me toquei, rs. Alguns desses exercícios acabam me pegando na interpretação.
Valeu!