Gramática - fuvest (2000)

A explosão dos computadores pessoais, as “infovias”, as grandes redes - a Internet e a Word Wide Web - atropelaram o mundo. Tornaram as leis antiquadas, reformularam a economia, reordenaram prioridades, redefiniram os locais de trabalho, desafiaram constituições, mudaram o conceito de realidade e obrigaram as pessoas a ficar sentadas, durante longos períodos de tempo, diante de telas de computadores, enquando o CD-Rom trabalha. Não há dúvida de que vivemos a revolução da informação e, diz o professor do MIT, Nicholas Negroponte, revoluções não são sutis.

As aspas foram usadas em “infovias” pela mesma razão por que foram usadas em:
a) Mesmo quando a punição foi confirmada, o “Alemão”, seu apelido no Grêmio, não esmoreceu.
b) …fica fácil entender por que há cada vez mais pessoas preconizando a “fujimorização” do Brasil.
c) O Paralamas, que normalmente sai “carregado” de prêmios, só venceu em edição.
d) A renda média “per capita” da América latina baixou para 25% em 1995.
e) A torcida gritava “olé” a cada toque de seus jogadores.

pq não posso considerar a letra a como correta, visto que “infovias” seria um outro nome para a internet?

1 Curtida

Olar, tudo bem?

Eu dei uma pesquisada e, neste link: https://www.portugues.com.br/gramatica/dicas-sobre-uso-das-aspas.html , podemos inferir os possíveis seguintes usos das aspas em cada alternativa.
A) gíria/destaque
B) neologismo
C) emprego incomum do verbo carregar/metáfora (?)
D) estrangeirismo
E) citação

Sendo assim, a melhor razão para o uso de aspas em infovias é o neologismo, por isso a letra B e não a letra A

3 Curtidas

Entendi!
muito obrigada! :wink: